notícias

Governo estuda redução de encargos sobre salário e descarta CPMF

Governo estuda redução de encargos sobre salário e descarta CPMF

11

janeiro

Com a promessa de reduzir encargos trabalhistas incidentes sobre a folha de salários, o secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, afirmou nesta quinta-feira (10) que o governo pode compensar a medida com a cobrança sobre faturamento de empresas ou com tributação indireta adicional.
O secretário criticou a desoneração promovida durante o governo Dilma Rousseff (PT), que atendeu a setores específicos. Parte desses benefícios foi revertida durante a gestão de Michel Temer.
Hoje, a desoneração da folha já consiste na substituição da contribuição previdenciária patronal pela incidência de tributo sobre faturamento.
A proposta do novo governo prevê uma desoneração ampla e, além da cobrança sobre faturamento, está entre as opções a compensação com um tributo indireto -que incide sobre produtos, e não sobre a renda.
"A desoneração da folha de salários aconteceu muito em cima de demandas específicas, setoriais. O que estamos trabalhando é na desoneração da folha de maneira geral, ampla e sistêmica", disse.



Fonte: www. noticiasaominuto.com.br

visitante

8 2 7 6 4

envie seu comentário...

Opps! preencha corretamente os dados

enviar

peça seu som...

Opps! preencha corretamente os dados

enviar